acesso a redes sociais
  • RSS
  • twitter
tabela de conversão
  • tabela de conversão
Anunciante no Portal Naval
  • anunciar no site
Espírito Santo

Cris Samorini, da Findes sugere que ES pode ser um case nacional na exploração do gás natural

21/06/2021 | 18h10
Cris Samorini, da Findes sugere que ES pode ser um case nacional na exploração do gás natural
Divulgação Findes Divulgação Findes

DivulgaçãoA Findes promoveu nesta sexta-feira (18) uma reunião especial do Conselho Estratégico da Federação, que contou com a participação do ministro da Economia, Paulo Guedes, e o secretário de Fazenda do Ministério, Bruno Funchal.

Durante a reunião a presidente da Findes Cris Sanorini (foto) comentou: “Temos aqui no Espírito Santo uma distribuidora já aderente ao novo marco regulatório do gás. Gostaria de sugerir que o Estado possa liderar um case e inspirar o Brasil, com essa expectativa de termos gás mais barato e aumentar a competitividade da Indústria. Podemos prever um novo gasoduto ligando o pré-sal ao Espírito Santo”.

Guedes respondeu: “O Rio fez um marco regulatório do gás muito eficiente. A equipe econômica ficou super entusiasmada. O ideal é que o Espírito Santo trabalhasse em conjunto com o Rio, porque daí faríamos um corredor de reindustrialização que vai do Espírito Santo ao Rio, usando toda a infraestrutura comum. O gás tem que cair de 40% a 50% de preço, com a competição e com o seu aproveitamento, porque hoje ele é queimado. Temos que produzir os gasodutos, trazer para a costa e derrubar o preço. As pessoas me cobram porque o preço do gás não caiu ainda. Só foi aprovado o marco agora. Os investimentos vão começar. Vamos reindustrializar o Brasil em cima de energia barata, em cima de gás barato. E o Espírito Santo é o lugar ideal para isso, juntamente com o Rio. Vocês estão bem posicionados para fazer essa revolução”.

Cris Samorini destacou que o Espírito Santo já tem segurança jurídica no setor, com o Regulamento do Mercado Livre de Gás Canalizado, um conjunto de regras sobre o mercado que foi definido em parceria entre a Federação e o governo estadual.

“Já atuamos em parceria com o governo estadual e vamos atuar também com o Rio para atrair investimentos. Tenho dito que o Espírito Santo é o Estado mais atrativo para investimento em petróleo, gás e energia. O setor representa 29,3% do valor adicionado da Indústria e 8% do PIB no Espírito Santo”, disse Cris Samorini.

Fonte: Redação TN Petróleo/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar
separador menu