acesso a redes sociais
  • RSS
  • twitter
tabela de conversão
  • tabela de conversão
Anunciante no Portal Naval
  • anunciar no site
Agronegócios

Região Norte: Grupo Bureau Veritas amplia sua presença no agronegócio com novo laboratório

30/11/2017 | 08h35
Região Norte: Grupo Bureau Veritas amplia sua presença no agronegócio com novo laboratório
Divulgação Divulgação

O Grupo Bureau Veritas inaugura este mês o maior laboratório de processamento de grãos e fertilizantes da região Norte, em Barcarena, no Pará. A unidade está instalada no Vila do Conde, que é o principal porto do estado e compõe o Arco Norte, que junto com Itacoatiara (AM), Itaqui (MA), Santarém (PA) e Salvador (BA) escoam 24% do total de milho e soja exportados no país.

“Com essa nova operação, otimizaremos em até 70% do tempo entre a coleta da amostra e a entrega da análise para os nossos clientes. Além de acelerar esse processo, há um impacto financeiro significativo para toda a cadeia produtiva com maior velocidade na transação comercial”, explica Eduardo Kuhlmann, diretor da Plataforma Agri&Portuária Latam do Grupo Bureau Veritas.

O laboratório tem capacidade de inspecionar todo o volume de grãos e fertilizantes escoado no porto de Vila do Conde, que é de 7 milhões toneladas de grãos e 500 mil toneladas de fertilizantes, provendo ensaios para checar a qualidade, condição e peso de soja, milho e trigo, por exemplo, de acordo com as especificações do Ministério da Agricultura.

O espaço é o primeiro a ter os selos Gafta e Fosfa na região, órgãos reguladores internacionais que acreditam a operação. A companhia conta com mais cinco laboratórios em áreas estratégicas do país: São Luís (MA), Santos (SP), Paranaguá (PR), São Francisco do Sul (SC) e Rio Grande (RS), além de outros postos de classificação.

A multinacional francesa tem integrado a operação das três empresas adquiridas. A brasileira Kuhlmann Monitoramento Agrícola (KMA), empresa especializada em serviços de monitoramento e auditoria agrícola, e a Schutter, empresa holandesa de serviços para o comércio de commodities, foram adquiridas no primeiro semestre deste ano, juntando-se a Inspectorate, que foi comprada em 2014 pelo Grupo.

Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar
separador menu